Matosinhos já canalizou cerca de um milhão de euros para a restauração e similares

fb-share-icon0

Total de Visualizações 582 

A Câmara de Matosinhos já canalizou cerca de um milhão de euros em apoios à restauração e similares para colmatar as perdas do setor com a pandemia de covid-19, adiantou hoje à Lusa fonte da autarquia.Segundo dados remetidos à Lusa por esta autarquia do distrito do Porto, na iniciativa Matosinhos.Come, assente na entrega gratuita de refeições de restaurantes do concelho ao domicílio, o investimento ronda os 175 mil euros.

Destes 175 mil euros, 100 mil foram para a cooperativa de táxis, que é responsável pela entrega das refeições em casa fruto de um protocolo com a autarquia, 15 mil para embalagens para o serviço de ‘take-away’ e 60 mil para a divulgação desta iniciativa, aclarou.

A Matosinhos.Come arrancou em 2020, inicialmente aos fins de semana perante as restrições à circulação, tendo este ano sido alargada a todos os dias da semana dado o confinamento obrigatório geral decretado pelo Governo de António Costa.

A somar a este apoio, a autarquia, liderada por Luísa Salgueiro, decidiu isentar de taxa de ocupação de espaço público (esplanadas) os estabelecimentos comerciais, o que representa cerca de 250 mil euros.

Também determinou não cobrar a renda aos estabelecimentos em espaços municipais, enquanto estes estiverem encerrados, num total de 10 mil euros.

Ainda segundo as informações da autarquia, na passada época balnear esta pagou, excecionalmente, 400 mil euros em vigilância, limpeza e água, despesa que eram responsabilidade dos bares de praia.

Já para as empresas da hotelaria, que beneficiaram de subsídios entre os 1.016 e 1.270 euros no âmbito do Fundo de Emergência Municipal, os apoios cifram-se em 79 mil euros.

“Acrescem ainda medidas de promoção dos estabelecimentos comerciais, como o cheque Matosinhos Presente (60 mil euros distribuídos em vales de 10 euros) e os ‘vouchers’ dos concursos de Natal que podem ser descontados também em restaurantes aderentes”, sublinhou.

A pandemia de covid-19 provocou, pelo menos, 2.430.693 mortos no mundo, resultantes de mais de 109,8 milhões de casos de infeção, segundo um balanço feito pela agência francesa AFP.

Em Portugal, morreram 15.649 pessoas dos 790.885 casos de infeção confirmados, de acordo com o boletim mais recente da Direção-Geral da Saúde.

A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro de 2019, em Wuhan, uma cidade do centro da China.

Créditos : Lusa

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *