Algarve continua a ser a região com o Rt mais elevado. Açores abaixo de 1

fb-share-icon0

Total de Visualizações 207 

A região do Algarve tem um índice de transmissibilidade de 1,28, enquanto que os Açores são a única região com um Rt abaixo de 1 (0,86). De acordo com o relatório do INSA, o país apresenta uma “taxa de notificação elevada e com tendência crescente”.

OAlgarve continua a ser a região do país com o índice de transmissibilidade (Rt) do vírus SARS-CoV-2 mais elevado no país (1,28), à semelhança do que aconteceu na semana passada, revela, esta sexta-feira, o relatório semanal da curva epidémica do Instituto Nacional de Saúde Doutor Ricardo Jorge (INSA).

A nível nacional, há a registar uma subida do valor médio do Rt, entre os dias 23 e 27 de junho, de 1,1 para 1,16, “podendo o seu verdadeiro valor estar entre 1,15 e 1,17 com uma confiança de 95%”, indica o INSA.

Os investigadores do INSA revelam ainda que o índice de transmissibilidade na região Norte está em 1,22 e ligeiramente mais alto no Centro (1,24). “Observou-se um aumento acentuado do R(t) nas regiões Norte e Centro”, o que sugere “uma aceleração da incidência nestas regiões”, pode ler-se.

Na semana em análise, Lisboa e Vale do Tejo apresenta um Rt de 1,14, tal como o Alentejo.

A região autónoma dos Açores é a única a apresentar um valor do índice de transmissibilidade abaixo de 1, ao registar 0,86. Por sua vez, a região autónoma da Madeira tem um Rt de 1,19. “Todas as regiões apresentam a média do índice de transmissibilidade (5 dias) superior a 1 com exceção da Região Autónoma dos Açores”, vinca o relatório.

TVSH 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *