Candidato do PSD/CDS quer acabar com “falta de transparência” em Matosinhos

fb-share-icon0

Total de Visualizações 812 

O candidato da coligação PSD/CDS à Câmara de Matosinhos, Bruno Pereira, apresenta-se como a “única alternativa” a 45 anos de governação socialista no concelho e diz querer acabar com a “falta de transparência” na Autarquia. O acordo de coligação entre o PSD e o CDS foi assinado na manhã deste sábado, na sede do PSD, em Matosinhos, após “muitos meses” de debate sobre o “futuro político” do município.

“Esta coligação é a única alternativa a 45 anos de governação socialista. Uma alternativa que esperamos que seja ganhadora, capaz de pôr fim a uma gestão sem futuro, mais preocupada com os interesses e benesses aos grupos que suportam o Partido Socialista do que na defesa do futuro. Somos, no presente momento, a única candidatura que não se encontra corrompida pela governação socialista”, sublinhou Bruno Pereira, dando como exemplos de “falta de transparência” os “ajustes diretos, convistes à contratação [pública]”.

“São sempre as mesmas empresas a concorrer a determinados concursos e a fazer determinado tipo de empreitadas. Em Matosinhos não se trata por igual todas as empresas. Há empresas amigas do regime”, denunciou.

Para Bruno Pereira, as prioridades da coligação recaem sobre o ambiente, a cultura, o desenvolvimento social, o emprego, a educação, a habitação, a mobilidade, a segurança e a proteção civil. O candidato quer “atrair empresas e pessoas” e “mudar o rosto do concelho”, apostando “na reabilitação urbana, no empreendedorismo, na criação de emprego e no apoio ao comércio local”, sem abdicar “do conforto e da qualidade de vida dos matosinhenses”. Defende ainda um concelho “que cuide dos mais velhos e que capte os mais jovens com políticas de habitação favoráveis”.

“É urgente dar início a um tempo de reforço da identidade humanista em Matosinhos, com um profundo reforço de políticas de proteção aos mais frágeis, às famílias e aos jovens do concelho. No entanto, o futuro de Matosinhos vai sempre depender de conseguirmos alterar o rumo da governação socialista”, reiterou o candidato.

No que toca ao investimento, Bruno Pereira defende que a Câmara deve “identificar, mapear e listar as vantagens competitivas que Matosinhos tem para oferecer em comparação com os restantes municípios”.

“Temos de promover uma internacionalização da marca Matosinhos. Queremos que este seja um território que favorece a instalação de empresas de base tecnológica, farmacêutica, nanotecnológica e de investigação oceanográfica. Queremos um município inteligente, conectado, sustentado e que contribua de forma significativa para a melhia da qualidade de vida dos matosinhenses”, revelou.

 

TVSH 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *