Conheça os concelhos que avançam no desconfinamento, os 7 que estagnam e os 4 que andam para trás

fb-share-icon0

Total de Visualizações 96 

 

Em conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, António Costa confirmou serem 11 os municípios do país que não reúnem as condições necessárias para avançarem com a reabertura.

São 11 os concelhos do país que ficam fora da terceira fase do desconfinamento. Depois da reunião do Conselho de Ministros, que teve lugar esta quinta-feira, António Costa anunciou que, dentro deste grupo, sete deles não reúnem as condições para avançar para a próxima fase, enquanto quatro deles irão mesmo recuar para a fase anterior.

Já se sabia, à partida, que podiam ser adotadas medidas diferentes para cada município, com o nível de incidência da doença em determinado concelho a determinar se este poderia prosseguir, ou não, com a reabertura. Ou seja, todos os municípios que se encontravam na zona laranja da chamada matriz de risco, por terem mais de 120 casos por 100 mil habitantes, estavam assim já em risco de ficarem “retidos” na segunda fase do plano.

Os mais recentes dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde, na passada sexta-feira, revelavam que eram 29 os concelhos que tinham uma incidência da Covid-19 superior a 120 casos por 100 mil habitantes. Em conferência de imprensa após o Conselho de Ministros, o primeiro-ministro adiantou, no entanto, que os municípios que verão o seu desconfinamento sofrer alterações são apenas 11.

Estes são, assim, os quatro concelhos que terão de recuar para a fase anterior do plano de desconfinamento, pelo facto de terem, neste momento, uma incidência mais elevada, acima dos 240 casos por 100 mil habitantes:

  • Moura
  • Odemira
  • Portimão
  • Rio Maior

Mais sete irão ficar, agora, na segunda fase delineada pelo Governo, por manterem a incidência de 120 casos por 100 mil habitantes que foi registada há duas semanas:

  • Alandroal
  • Albufeira
  • Beja
  • Carregal do Sal
  • Figueira da Foz
  • Marinha Grande
  • Penela

Porém, para além destes, António Costa destacou que outros 13 concelhos, “que estando pela primeira vez com taxa de incidência superior a 120 casos“, devem assim ter particular atenção sobre a forma como controlam pandemia”. Estes são municípios que ficam, assim, em risco de avançarem em atualizações futuras, ainda que o façam neste momento. São eles:

  • Aljezur
  • Almeirim
  • Barrancos
  • Mêda
  • Miranda do Corvo
  • Miranda do Douro
  • Olhão
  • Paredes
  • Penalva do Castelo
  • Resende
  • Valongo
  • Vila Franca de Xira
  • Vila Nova de Famalicão

Todos os outros municípios não foram destacados nas declarações públicas de António Costa e prosseguem, assim, o plano de desconfinamento delineado sem qualquer limitação.

TVSH 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *