Covid-19. Portugal regista 1303 novos casos e 90 mortes, o valor de óbitos mais baixo dos últimos 41 dias

fb-share-icon0

Total de Visualizações 384 

Portugal registou, este domingo, o valor mais baixo de novas infecções desde o fim de Dezembro. Média semanal de novos casos está a descer. Número de doentes nas enfermarias sobe ligeiramente e há menos onze pessoas nos cuidados intensivos.

Foto

Hospital de São João, Porto MANUEL ROBERT

Portugal registou, este domingo, o número de mortes diárias mais baixo dos últimos 41 dias e o número de novos casos mais baixo dos últimos 51. Há, agora, mais 1303 casos de covid-19 (o valor mais baixo deste 26 de Dezembro, quando foram registado 1214 casos) e 90 mortes associadas à doença, o valor mais baixo deste 5 de Janeirodia em que também foram contabilizados 90 óbitos. No total, desde Março, o país acumula, 787.059 casos confirmados e 15.411 vítimas mortais.

Os dados, divulgados pela DGS esta segunda-feira, são referentes à totalidade do dia de domingo.

Nesta última semana, entre a passada segunda-feira e este domingo, Portugal registou uma média de 3861 novos casos, um valor bastante inferior aos das semanas anteriores. Entre 1 e 7 de Fevereiro, o país teve uma média de 8327 casos diários, número que aumenta para 12.409 se for analisada a última semana de Janeiro e para 11.448 se olharmos para os dias 18 a 24 do mesmo mês.

Portugal está agora “numa trajectória descendente” dos casos de infecção por SARS-CoV-2 e o pico de infecções deverá ter sido atingido a 29 de Janeiro, segundo disse André Peralta Santos, da Direcção-Geral da Saúde (DGS) na reunião no Infarmed (em Lisboa), que juntou políticos e peritos na passada terça-feira. Nos internamentos, ainda não há um “pico” bem definido, mostrou o especialista. Existem, agora, mais seis doentes internados nas enfermarias (num total de 4832) e menos onze nos cuidados intensivos (num total de 784).

O especialista da DGS sublinhou que Portugal continua com um número de casos “extremamente elevado”, mas disse também que o confinamento agora em vigor parece ser suficiente para travar a propagação da covid-19 (incluindo das novas variantes do vírus).

A média semanal de mortes por covid-19 tido uma trajectória semelhante. Entre a passada segunda-feira e este domingo, o país registou uma média de 151 mortes por dia, valor que sobe para 228 se for analisada a primeira semana de Fevereiro (entre o dia 1 e o dia 7) e para 290 se olharmos para a última semana de Janeiro (entre os dias 25 e 31).

Há a registar, este domingo, mais 3538 doentes recuperados, num total de 668.854 desde o início da pandemia, e menos 2325 casos activos, o que significa que 102.794 portugueses ainda lidam com a doença. Há menos 7881 pessoas em vigilância activa, num total de 131.521.

Grande parte das vítimas mortais registadas no domingo tinha mais de 80 anos (foram contabilizadas 54 mortes nesta faixa etária). O boletim dá ainda conta de 22 óbitos em pessoas entre os 70 e os 79 anos; seis em pessoas entre os 60 e os 69 anos; quatro em cidadãos entre os 50 e os 59 anos; três em pessoas entre os 40 e os 49 anos e uma entre os 20 e os 29 anos.

Os dados do relatório da DGS indicam que, do total de mortes registadas, 8041 são homens e 7370 são mulheres. Das 15.411 pessoas que morreram até à data com covid-19 em Portugal, 10.279 tinham acima de 80 anos, o que corresponde a 66,7%.

Lisboa e Vale do Tejo com 59% dos novos casos

Grande parte dos novos casos deste domingo foi registada em Lisboa e Vale do Tejo (779 infecções, o que corresponde a 59,7%) e na região Norte (288 casos, o que corresponde a 22%).

O Norte continua a ser a região com o maior número de casos acumulados: há 322.105 casos confirmados e 5050 mortes. Lisboa e Vale do Tejo é a segunda: são 296.210 os registos de infecção e 6335 mortes por covid-19 — e é a região do país com mais vítimas mortais.

Já o Centro tem 112.394 infecções (98 novos) e 2745 mortes (mais 15). O Alentejo totaliza 27.787 casos (70 novos) e 888 mortes (mais três). No Algarve, há 19.398 casos de infecção (mais 30) e 306 óbitos (mais seis). A Madeira regista 5494 casos de infecção (38 novos) e 59 mortes desde o início da pandemia. Já os Açores registam 3671 casos e 28 mortes.

No sábado, o país registou 1677 novos casos de infecção pelo novo coronavírus, o valor diário de casos mais baixo em sete semanas — desde o dia 27 de Dezembro, data em que foram reportadas 1577 novas infecções, que não se registava um valor tão baixo. Também o número de mortes foi o mais baixo desde 11 de Janeiro, data em que foram contabilizados mais 122 óbitos por covid-19.

Créditos : Publico.pt

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *