Jesus irritou-se, na conferência de imprensa de antevisão do jogo com o Arsenal

fb-share-icon0

Total de Visualizações 672 

Jorge Jesus irritou-se esta quarta-feira (24), na antevisão do jogo com o Arsenal na segunda mão dos 16-avos de final da Liga Europa. O técnico tem as melhores expectativas para o jogo que ocorrerá na Grécia.

 

“As expetativas são as melhores, não só porque confias que tens capacidade para disputar este segundo jogo e garantir o apuramento, como nas expetativas de continuar nesta competição. A confiança é total, o respeito pelo adversário também, sabendo o valor desta equipa. Antes do primeiro jogo já acreditávamos que podíamos disputar a eliminatória e é isso que vamos fazer à Grécia, disputar a eliminatória e as expetativas são as melhores, acreditando que podemos passar”, disse.

 

Ele ainda rejeita a ideia de ser um dos responsáveis pela atual crise de resultados do Benfica: “Esta crise do Benfica não tem nada a ver comigo, eu não treinava os meus jogadores…”, e ainda frisou os efeitos que a COVID-19 teve a equipa considerando as críticas injustas.

 

“Nós, Benfica, durante estas semanas, meses somos alvo de críticas injustas e passo a explicar porque: eu, como treinador do Benfica, serei sempre o responsável pelos bons e pelos maus resultados quando eu tiver alguma responsabilidade nisso. ‘Então mas tu és treinador do Benfica e não tens a ver com esta crise?’ Não, não tenho, porque eu não treinava os jogadores do Benfica, os jogadores estiveram doentes durante dois meses, em janeiro o Benfica era 2.º, a dois pontos do Sporting. Em janeiro, o Benfica teve 12 jogadores fora por COVID-19, desses seis, sete normalmente jogavam. Inclusivamente a equipa técnica teve várias sessões de trabalho que não deu à equipa”, explicou ele.

 

O treinador ainda foi explosivo em alguma declarações na mesma conferência

 

“Vamos disputar esta ‘final’ taco a taco e vamos preparados, com muita esperança e acreditando no nosso valor, sabendo que [o Arsenal] é uma equipa de Champions. O Benfica ainda não é, mas podia ser de Champions.”

“Claro que tivemos culpa noutras coisas, mas chega de me responsabilizarem, o presidente do Benfica a mesma coisa e os jogadores a mesma coisa.”

“Devia haver um buzinão para nos dar carinho, a mim e aos jogadores, ao presidente… Isso era o que deviam fazer. Não sabem o que sofremos durante dois meses e meio.”

“O treinador vai sair pelo seu pé? Sair o quê? Vim para o Benfica porque acreditei no projeto. Não vou sair, pois não me sinto responsável por esta crise”

“Estão sempre a falar da estrutura, parece que o Rui Costa não sabe lidar com isso, e o treinador nem o presidente sabem.”

“Agora nas TV, benfiquistas que todos os dias nos agridem, não dão uma palavra de conforto, constantemente a porem em dúvida jogadores, treinador, presidente”.

“Claro que estou feliz. Só não estou totalmente porque vim para o Benfica para ser campeão, para poder trabalhar normalmente com os meus jogadores e fui impedido. Por alguém? Não! Por uma pandemia.”

“De futebol sei. E eu nesta questão não falhei e poucas vezes falho.”

 

Noticia TVSH

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *