Nota à Comunicação Social || Combustíveis

fb-share-icon0

Total de Visualizações 327 

Nota à Comunicação Social

 

Custos de energia e resposta urgente do Governo

 

Há exatamente 6 meses, 14 de Outubro 2021, num ofício enviado ao Senhor Primeiro Ministro, a Confederação Portuguesa das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto, representando as preocupações de cerca de 30.000 Colectividades, Associações e Clubes, reclamava medidas urgentes para fazer face aos custos de energia – combustíveis, gaz e eletricidade. O Governo não deu qualquer resposta.

Depois de 2 anos de vários encerramentos por causa da pandemia Covid.19 e falta de resposta por parte do Governo e, quando se está a tentar a retoma das actividades, a situação agrava-se a pretexto do conflito entre a Rússia e a Ucrânia. Estamos perante um cenário que pode colocar em causa toda a actividade associativa com todas as implicações para o emprego, a economia local e nacional e a saúde mental comunitária.

No caso das Colectividades de cultura, recreio e desporto, considerando a diversidade e características das suas actividades, a energia (combustíveis, gaz e eletricidade) representa, em média, entre os 40% e os 50% dos custos totais anuais.

A Direcção da CPCCRD, reunida a 14 de Março 2022, propõe:

  1. Que sejam tomadas medidas para o Sector da Economia Cooperativa e Social (3º Sector) de acordo com a Constituição da República (Artº 82);
  2. Que sejam tomadas medidas imediatas e que as mesmas sejam tornadas públicas pelo Governo e pelos beneficiários para bem da transparência:
  3. Que estas medidas, ou outras, sejam uniformes para todas as famílias da Economia Social;
  4. No caso concreto das Colectividades, propomos:
    1. Redução do IVA da energia (gaz e electricidade) de 23% para 13 % em todas as actividades associativas;
    2. Redução do IVA da energia (combustíveis) de 23% para 6% para as Colectividades com Estatuto de Utilidade Pública;
    3. Reembolso em forma de subsídio extraordinário, do valor correspondente à diferença entre o IVA de 23% para o valor inferior proposto a ser liquidado no final de cada trimestre, com a apresentação das despesas;
    4.  Cabe ao Governo encontrar a forma mais eficaz e rápida de implementar estas medidas.

 

 

TVSH 2022

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.