Novo protesto de trabalhadores da Petrogal a 18 de março

fb-share-icon0

Total de Visualizações 504 

Os trabalhadores da Petrogal, refinaria em Leça da Palmeira, Matosinhos, vão contestar o encerramento do complexo num novo protesto junto às residências do primeiro-ministro e do Presidente da República, em Lisboa, a 18 de março.

“Não ao encerramento da refinaria” é a mensagem que os trabalhadores querem levar a António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa, acusando-os de estarem a “fugir às suas responsabilidades”, referiu o Sindicato da Indústria e Comércio Petrolífero (SICOP), numa nota distribuída aos trabalhadores e a que a Lusa teve acesso esta quarta-feira.

Segundo o documento, a manifestação terá dois momentos: um às 10.30 horas junto à residência oficial do primeiro-ministro e outro às 12 horas em frente à do Presidente da República.

Para o sindicato, António Costa e Marcelo Rebelo de Sousa recusam-se a intervir para inverter a intenção de encerramento da refinaria. “O primeiro-ministro ‘empurra’ para o Ministério do Ambiente, como se esta questão fosse meramente ambiental, e o Presidente da República não cumpre, nem faz cumprir a Constituição da República Portuguesa”, considerou.

A estrutura sindical defende a continuidade da refinaria, do emprego com direitos e da economia regional e nacional, explicou .

Notícia : jn.pt

TVSH 2021

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *